Aneurisma de Aorta Torácica

Aneurisma de Aorta Torácica

 

O aneurisma da aorta torácica é a dilatação da porção da aorta localizada dentro do tórax.

 

img3-a

 

Muitas pessoas com aneurisma da aorta torácica não têm nenhum sintoma. Frequentemente, os aneurismas crescem lentamente e não são notados. Muitos nunca chegam ao ponto de romper, outros aumentam rapidamente e se rompem.
Enquanto o aneurisma cresce, o paciente pode sentir dor no peito, nas costas, tosse, rouquidão ou dificuldade para respirar. Muitos aneurismas são identificados durante exames de imagens solicitados por outros motivos.
Na suspeita de um aneurisma da aorta torácica, o diagnóstico deve ser confirmado por exames especializados, como a Tomografia Computadorizada ou a Ressonância Magnética.

 

img3-a

 

Assim como o aneurisma da aorta abdominal, sua mais grave complicação é a ruptura, causando uma hemorragia para a cavidade torácica. Essa condição também exige cirurgia imediata. Os sintomas relacionados à ruptura são os mesmos relacionados ao crescimento do aneurisma, porém de uma forma mais súbita e intensa. Podem apresentar desmaio, sonolência, palidez de uma hora para outra devido à queda da pressão causada pelo sangramento.
O tratamento, cirúrgico ou não, vai depender novamente do diâmetro que este aneurisma apresenta. Dependendo da morfologia e localização do aneurisma ao longo da aorta torácica, o médico poderá recomendar uma entre três opções cirúrgicas:
– Cirurgia aberta, em que é feito uma incisão na região do tórax para retirar a parte danificada da aorta e substitui-la por um tubo sintético
– Cirurgia endovascular que consiste na introdução de uma prótese intravascular através de cateteres pela virilha, sem a necessidade de abrir o tórax.

 

 

- Cirurgia cardíaca, realizada pelo cirurgião cardíaco, para os casos em que o aneurisma está muito próximo ao coração, necessitando assim de circulação extracorpórea para substituição do segmento aneurismático.