vasinhos

Vasinhos, também conhecido como “telangiectasias”, são dilatações de pequenos vasos de coloração avermelhada ou arroxeada que se encontram na derme, a camada mais superficial da pele. Atingem o diâmetro máximo de 1mm e representam uma das principais queixas das pacientes que chegam ao consultório dos cirurgiões vasculares.

Oito em cada dez mulheres sofrem com vasinhos nas pernas.

O que causa os Vasinhos nas Pernas?

Algumas pessoas têm maior probabilidade do que outras de desenvolver esse problema. Certos fatores de risco podem aumentar as chances de você ser afetado, entre eles está:

  • Histórico Familiar: Considerado o principal fator causal. Se outros membros da família tiverem vasinhos, há uma chance considerável de você também ter.
  • Sexo Feminino: As mulheres têm maior probabilidade de desenvolver vasinhos. Os hormônios femininos (estrogênio e progesterona) tendem a relaxar as paredes das veias. Esse é o motivo pelo qual a terapia de reposição hormonal e os anticoncepcionais podem causar o aumento do surgimento dos vasinhos.
  • Idade: Considerada um importante fator. À medida que envelhecemos, as veias começam a perder elasticidade contribuindo para o aparecimento dos vasinhos.
  • Excesso de Peso: O peso corporal extra pode aumentar a pressão nas veias das pernas. O impacto do peso corporal no desenvolvimento dos vasinhos parece ser mais significativo nas mulheres.
  • Trabalhar sentado ou em pé por longos períodos: Ficar em pé ou sentado por períodos prolongados faz com que suas veias trabalhem mais para bombear o sangue para o coração, o que pode levar ao aparecimento de vasinhos.
  • Gestação: Durante a gravidez, o volume de sangue no corpo da mulher aumenta para auxiliar o desenvolvimento do feto. Isso acaba sobrecarregando as veias. O aumento dos níveis de estrogênio e progesterona na gravidez também contribuem para o aparecimento dos vasinhos. Por fim, o crescimento do útero acarreta uma compressão das veias da barriga que dificulta o retorno venoso para o coração. Isso causa também uma sobrecarga nas veias que culmina com o surgimento dos vasinhos. Num certo número de mulheres, e especialmente na primeira gestação, esses novos vasinhos nas pernas podem desaparecer após o parto. Em outras, entretanto, possivelmente devido a fatores hereditários, esses vasinhos mantêm-se e podem aumentar em gestações subsequentes.

Qual o Sintoma dos Vasinhos nas Pernas

Os vasinhos nas pernas, diferentemente das varizes, não causam sintomas como inchaço, sensação de peso e cansaço nas pernas e dor. Algumas mulheres relatam ardência no local das telangiectasias, especialmente no período pré-menstrual, mas de baixa intensidade. Contudo, podem ser um sinal de que sua saúde vascular não está bem!

Embora seja uma condição essencialmente estética, já que esses pequenos vasinhos não crescem a ponto de se transformarem em varizes, eles fazem parte do primeiro estágio da doença venosa e podem sim indicar algum problema mais significativo na circulação das pernas, ou seja, que os vasos sanguíneos maiores podem não estar funcionando bem.

Geralmente, o motivo da procura por um médico vascular está relacionado ao incômodo estético causado pelos vasinhos. Esse grau de preocupação estética está relacionada ao estilo de vida e a faixa etária do paciente.

Conheça os Tipos de Vasinhos

  • Vasinhos Simples: São aqueles que aparecem de maneira mais espalhada na pele e que não têm conexão direta com vasos maiores.
  • Vasinhos Complexos (ou combinados):  São aqueles mais agrupados e que se conectam com as veias nutrícias, que são vasos maiores e incompetentes que aumentam a pressão das telangiectasias.

O aspecto mais importante para o melhor planejamento terapêutico é a diferenciação entre esses dois tipos de vasinhos. Veias nutrícias, nem sempre podem ser vistas a olho nu, sendo assim, é importante a realização de um ultrassom Doppler venoso e o uso de um equipamento de realidade aumentada. 

Este último revolucionou o mapeamento das veias nutrícias, refletindo diretamente nos resultados terapêuticos, uma vez que é fundamental, além do tratamento dos vasinhos, também o tratamento das veias nutridoras, para um bom resultado estético e com maior durabilidade.

Por isso, antes de fazer qualquer procedimento estético nos vasinhos das pernas, é necessário consultar um cirurgião vascular para saber qual o melhor tipo de tratamento para o seu caso. 

O médico deve avaliar a circulação sanguínea da perna por completo antes de qualquer procedimento. Não adianta apenas secar os vasinhos sem o tratamento adequado das veias nutrícias. O resultado estético não será satisfatório e mesmo aqueles que desaparecem podem retornar de maneira muito precoce.

Apenas um médico vascular poderá avaliar suas pernas e definir qual o melhor tipo de tratamento para os vasinhos das suas pernas, visando um resultado estético satisfatório e mais duradouro.

Por que Tratar os Vasinhos com um Angiologista ou Cirurgião Vascular?

Antes de qualquer tratamento para os vasinhos, você deve primeiro consultar um médico angiologista ou vascular, já que esses especialistas podem fazer o diagnóstico, providenciar os exames complementares necessários e desenvolver o melhor plano de tratamento para você. 

Existem várias técnicas, e todas têm um lugar em nosso dia a dia. Porém, para obter um bom resultado, é preciso que seja bem indicada. Somente uma avaliação detalhada por um profissional experiente permite que a melhor técnica seja recomendada – lembre-se que uma técnica não resolve todos os problemas.

Qual o Melhor Tratamento para Vasinhos nas Pernas?

Os vasinhos nas pernas podem ser eliminados de várias maneiras. O tipo de tratamento vai depender do seu caso e se há ou não veias nutrícias ou microvarizes. 

Atualmente, o melhor tratamento para os vasinhos nas pernas é a associação de escleroterapia (aplicação) com o Laser transdérmico no próprio consultório médico. Ambos provocam uma irritação no interior do vaso (o primeiro através da infusão de uma substância química, o segundo através do calor) levando a sua inflamação e desaparecimento, devendo ser utilizados em conjunto para um resultado mais eficaz e mais rápido.

As veias nutrícias podem ser tratadas da mesma forma (aplicação associada ao Laser) ou por meio da sua remoção com a microcirurgia, a depender do calibre do vaso. 

Com o tratamento das veias nutridoras, é possível interromper o fluxo de sangue para os vasinhos, o que permite que o tratamento destes tenha um resultado mais rápido, mais eficaz e mais duradouro. 

Atualmente, o Laser associado com a escleroterapia permite evitar a cirurgia em até 86% dos casos. A associação desses métodos se apresenta como o mais moderno tratamento disponível para a solução estética dos vasinhos.

Vantagens do Tratamento Combinado de Laser e Escleroterapia

Além da associação do Laser transdérmico com a escleroterapia substituir a cirurgia convencional na maioria dos casos, não precisa de repouso nem de limitação de atividade física após o procedimento, são necessárias menos sessões para eliminar os vasinhos e há uma menor dor durante as sessões (com o método combinado, o Laser pode ser aplicado com energia mais baixa, causando menos dor; além disso, usa-se um resfriador de pele que auxilia na analgesia durante a sessão, tornando o procedimento bem mais confortável).

A limitação do uso do laser transdérmico associado à escleroterapia encontra-se no calibre dos vasos a serem tratados e à sua profundidade: quando as varizes são mais grossas ou mais profundas (distantes da pele), a remoção cirúrgica ou uso da espuma são mais indicados.

Somente uma avaliação completa da circulação das pernas, que consiste no exame físico feito pelo médico vascular, com o auxílio da realidade aumentada e o exame de ultrassom Doppler é possível definir a melhor técnica de tratamento para cada caso.

O que são Vasinhos no Rosto

Você sabia que não só os vasinhos das pernas, mas também os de outras localizações podem ser tratados? 

Um local frequente de queixa das pacientes são os vasinhos no rosto. A diferença do tratamento nessa localização é que ele é feito exclusivamente com o Laser, sem a associação com escleroterapia (aplicações). 

Se você tem vasinhos em outros locais que não sejam as pernas e eles te incomodam, converse com seu médico vascular para planejar o tratamento adequado!

O Instituto Barão de Cirurgia Vascular e Endovascular alia uma equipe experiente e qualificada, formada pela USP, às mais modernas tecnologias para diagnóstico e tratamento dos vasinhos. Isso nos permite oferecer as melhores opções, bem como os melhores resultados, no tratamento das telangiectasias, com intuito de melhorar não apenas a saúde, mas também o bem-estar de nossos pacientes. Hoje o Instituto Barão é referência no tratamento estético de vasinhos nas pernas e rosto.

whatsapp