Câimbra Muscular

Médico de Veia

Telemedicina Barão Vascular

Consulta online via Telemedicina. Praticidade e comodidade para quem está fora da cidade de São Paulo.
Excelência no cuidado sem sair de casa.
Tranquilidade para você e sua família.

Câimbra Muscular

A câimbra é uma contração muscular repentina e involuntária. Embora geralmente inofensivas, as câimbra musculares podem causar uma dor severa no músculo afetado.

Atividade física extenuante, principalmente em climas quentes, alguns medicamentos e certas condições médicas também podem causar câimbras musculares. Na maior parte das vezes elas podem ser tratadas em casa com medidas de autocuidado.

 

Tratamento artéria poplítea

O que é Câimbra?

Câimbra é uma contração dolorosa, involuntária e autolimitada da musculatura de uma região. Ocorre geralmente à noite ou após a prática vigorosa de atividade física e é mais comum na panturrilha, embora possa ocorrer no abdome, nos pés e nas costas.

O que causa a Caimbra?

 

O que causa a Câimbra?

Apesar de ser uma situação muito frequente em pessoas saudáveis, presente em quase 60% das mulheres a partir da meia idade (gênero mais acometido), existem alguns fatores que aumentam a frequência e a intensidade da câimbra:

  • Falta de atividade física
  • Falta de exercícios de alongamento
  • Desidratação
  • Distúrbios dos minerais do corpo (níveis baixos de potássio, magnésio, cálcio)
  • Disfunções neurológicas e metabólicas
  • Hemodiálise
  • Alguns medicamentos
  • Presença de toxinas
  • Varizes dos membros inferiores
  • Gravidez

Como aliviar as dores de Caimbra?

 

Quando devo procurar um médico no caso de Câimbras?

Sempre que tivermos qualquer dúvida ou incômodo com a nossa saúde, seja física ou mental, devemos procurar a orientação de um especialista.

No caso das câimbras, a avaliação médica é voltada para identificar alguma desregulação ou doença de base que a esteja causando o quadro, para que seja possível iniciar o seu tratamento o quanto antes, uma vez que são condições que inspiram cuidados.

O médico vai analisar as características desta câimbra, como a duração, frequência, localização, pesquisar sintomas associados, como dor, fraqueza, perda da sensibilidade. Vai avaliar irregularidade menstrual, ganho de peso, alterações de pele, possíveis fatores que possam causar distúrbios hidroeletrolíticos (como vômitos, diarreia, exercício excessivo, alcoolismo), anotar os medicamentos utilizados.

O exame físico deve contemplar a avaliação da coloração e textura da pele, presença de inchaço, perda de pelos, presença de veias tortuosas e salientes, alterações na hidratação. A presença de ulcerações ou lesões associadas deve ser sempre observada. Os pulsos devem ser palpados em todos os membros: pulso fraco em um membro afetado pode indicar falta de sangue para a musculatura, doença chamada de obstrução arterial crônica.

Exames para tratamento de Caimbra

Exames são solicitados de acordo com as suspeitas levantadas na história clínica e no exame físico. Não existe uma rotina de check-up: a avaliação é sempre individualizada.

Quando necessária investigação adicional, coleta de sangue, ultrassonografia com Doppler colorido arterial ou venoso do membro afetado, eletroneuromiografia e ressonância magnética são alguns dos exames que podem ser realizados.

Sinal de alerta vascular

O achado de alteração na circulação arterial é particularmente preocupante.

A doença arterial obstrutiva periférica pode levar ao fluxo deficiente de sangue à musculatura durante os esforços, provocando uma dor intensa na panturrilha ou um quadro de câimbra, que melhora com o repouso, sintoma chamado de claudicação intermitente.

Assim como a maioria das câimbras, o acometimento principal é o das panturrilhas, mas pode acometer também os pés, coxas, região glútea e até os braços. Com a progressão da doença essa dor pode surgir mesmo no repouso, podendo ser confundida com uma câimbra: a diferença é que, por não ser uma contração muscular involuntária, ela não costuma causar a flexão do pé e dos dedos, geralmente presente nas câimbras.

Nesses casos, o paciente deve iniciar imediatamente o controle e tratamento da doença vascular de base, uma vez que ela é progressiva podendo evoluir para perda do membro afetado se não tratada de maneira precoce e adequada.

 

Como tratar Câimbras?

Enquanto durar a câimbra, o alongamento do músculo afetado alivia a dor. No caso da panturrilha, deve-se puxar o pé e dedos do pé para cima com as mãos.

Como tratar Câimbras?

Compressa morna e banho quente ajudam a relaxar a musculatura, o que melhora a dor.

Por ser um sintoma fugaz e autolimitado, ou seja, que desaparece rapidamente (em geral duram menos do que 1 minuto), não existe um medicamento que tenha um efeito tão rápido e que valha o risco de seus efeitos colaterais, uma vez que a câimbra irá se resolver sozinha. O uso de medicamentos fica reservado para os casos onde há uma doença de base a ser tratada e que provoque câimbras de repetição muito intensas ou duradouras, com prejuízo da qualidade de vida.

A maioria dos fármacos existentes para evitar câimbras não tem eficácia comprovada. São utilizados suplementos minerais como cálcio, magnésio, ansiolíticos com efeito relaxante. Embora estudos tenham demonstrado eficácia da Quinina, ela pode apresentar efeitos colaterais graves como arritmias, trombocitopenia, e reações alérgicas graves.

O tratamento das câimbras musculares é voltado e recomendado para as condições subjacentes que levaram à sua ocorrência: seja uma doença ou seja a falta de condicionamento muscular.

 

Como previnir as Câimbras?

Alongue os músculos antes e após a prática esportiva e antes de se deitar para dormir

Como previnir as Câimbras?

  • Pratique atividade física
  • Beba muito líquido durante as atividades esportivas e nas situações em que transpiramos muito
  • Não consuma estimulantes (cafeína, nicotina, efedrina)
  • Não pratique exercícios imediatamente após comer
  • Não fume
  • Cuide da sua saúde e faça seu check-up regularmente

E como as varizes podem causar Câimbras?

Quem tem varizes pode apresentar câimbras por dois motivos:

As varizes levam ao acúmulo de sangue nas pernas. Esse sangue, que não consegue ser drenado adequadamente pelo sistema venoso, acaba por ingurgitar a musculatura, fazendo com que os músculos não consigam relaxar adequadamente, levando a câimbras.

A função das veias é levar o sangue rico em produtos do metabolismo e com baixo teor de oxigênio de volta para o coração e daí para os pulmões, para ser filtrado, reoxigenado e redistribuído pelo corpo. Na insuficiência venosa, este sangue pobre em oxigênio permanece mais tempo do que devia nas pernas, expondo a musculatura à agressão dos metabólitos tóxicos e hipóxia, que é um dos motivos de câimbras.

como as varizes podem causar Câimbras?

 

Lembrete

Câimbras nas pernas são muito comuns.

Na maioria dos casos, as câimbras são benignas e não possuem uma causa tratável. Podem estar relacionadas à prática esportiva.

Câimbras precisam ser diferenciadas da claudicação: o papel do médico é fundamental nessa avaliação.

O alongamento de rotina ajuda a prevenir as câimbras e é o melhor remédio para o seu alívio.

A prescrição de medicamentos para o tratamento da câimbra é exceção.

Entre em contato com o Instituto Barão Vascular e agende sua consulta.

Convênios

Consulte aqui a lista dos planos de saúde atendidos no Instituto Barão. Em caso de dúvida sobre a cobertura do plano, informe-se no: 11 4800-3030 ou 11 95937-4639

Teste online

Dor, pernas pesadas ou cansadas são sintomas que podem significar o início da Doença Venosa. Preencha o “check-up venoso” e verifique se sofre dessa doença.

Agendamento
Doctoralia

Agende sua consulta online
Os convênios atendidos podem variar de acordo com cada profissional.

whatsapp
Unidade Pompéia
Unidade Paulista
Unidade Itaim Bibi
Unidade Tatuapé
Unidade Morumbi