Dor nas Pernas

Médico de Veia

Telemedicina Barão Vascular

Consulta online via Telemedicina. Praticidade e comodidade para quem está fora da cidade de São Paulo.
Excelência no cuidado sem sair de casa.
Tranquilidade para você e sua família.

Dor nas Pernas

A dor nas pernas pode ser continua ou intermitente, desenvolver-se súbita ou gradualmente e afetar toda a perna ou uma área localizada, como o tornozelo ou o joelho. Pode assumir várias formas – em facada, em peso, cansaço, maçante, dolorido ou em formigamento.

Algumas dores nas pernas são simplesmente irritantes, mas dores nas pernas mais intensas podem até afetar sua capacidade de andar e limitar suas atividades diárias. 

Tratamento artéria poplítea

O que causa dor nas pernas?

Diversas doenças de diferentes sistemas podem causar dores nas pernas. A dor nas pernas é classificada em neurológica (nervos), musculoesquelética (ossos, músculos e articulações) ou vascular (vasos sanguíneos). Algumas doenças comprometem mais de um sistema.

Dores musculoesqueléticas incluem:

  • Tendinite
  • Artrite (Gota, Séptica, Reumatóide, etc.)
  • Bursite
  • Lesão ligamentar
  • Lesão de tendão
  • Lesão muscular (estiramento ou ruptura)
  • Cisto de Baker
  • Artrose
  • Fratura óssea (por trauma ou por estresse)
  • Síndrome compartimental crônica
  • Câimbra muscular
  • Osteomielite (infecção no osso)
  • Câncer ósseo
  • Periostite (popular canelite)

Dores musculoesqueléticas

Dores vasculares incluem:

  • Obstrução arterial crônica (claudicação)
  • Obstrução arterial aguda
  • Síndrome do aprisionamento da artéria poplítea
  • Varizes
  • Trombose venosa profunda
  • Síndrome pós-trombótica
  • Tromboflebite
  • Insuficiência Venosa Crônica
  • Dor venosa

Dores vasculares

Dores neurológicas incluem:

  • Neuropatia periférica (diabetes, abuso de álcool, autoimune, etc)
  • Síndrome das pernas inquietas
  • Meralgia Parestésica

Dores de origens mista (neurológica e musculoesquelética)

  • Hérnia de disco lombar
  • Estenose espinhal lombar
  • Osteófito lombar (popularmente conhecido como bico de papagaio)
  • Lombociatalgia
  • Fibromialgia
  • Radiculopatia lombar

Dores de origens mista (neurológica e musculoesquelética)

 

O que é dor nas pernas?

A dor nas pernas pode ser descrita como qualquer sensação de dor ou desconforto na área entre o quadril e o pé.

Dor é definida como uma experiência sensitiva e emocional desagradável associada a uma lesão tecidual real ou potencial.

Apesar de, na anatomia humana, a perna ser considerada apenas a parte do membro que fica entre o joelho e o tornozelo, no texto vamos considerar perna no uso popular da palavra, ou seja, membro inferior abaixo do quadril e acima do pé, incluindo a coxa, o joelho e a panturrilha.

A dor nas pernas pode variar de leve a intensa a depender da sua causa; pode ainda ser contínua (sem parar) ou intermitente (vai e vêm).

A dor nas pernas também pode ser classificada em aguda, quando se iniciou há menos de 3 meses, ou crônica, quando já persiste por mais de 3 meses. Para algumas pessoas, a dor crônica nas pernas pode durar anos e afetar bastante a qualidade de vida.

Dor nas Pernas

 

Quais sintomas estão relacionados à dor nas pernas?

A dor nas pernas pode estar acompanhada de outros sinais e/ou sintomas. Muitas vezes, isso acaba facilitando a identificação da sua etiologia (causa). Tais sinais e sintomas incluem:

  • Afetar outras partes do corpo como nádegas, região lombar ou pé
  • Sensação de formigamento ou queimação
  • Presença de varizes, feridas, úlceras ou inchaço

sintomas relacionados à dor nas pernas

  • Alteração na tonalidade de pele (vermelhidão ou escurecimento)
  • Mudança da temperatura do membro (frio ou quente)
  • Febre, mal-estar, perda de apetite

 

O que é importante observar para facilitar o diagnóstico na consulta médica?

Na consulta, o médico realizará algumas perguntas para entender as características da dor. Além disso, um exame físico minucioso dos membros inferiores será realizado para buscar o diagnóstico exato da dor.

Perguntas realizadas pelos médicos incluem:

  • Há quanto tempo está com a dor?
  • Qual o local exato da dor?
  • Existe algum fator específico que te faça sentir dor?
  • A dor é em uma ou ambas as pernas?
  • A dor é em peso, cansada, dolorida ou aguda e lancinante?
  • A dor é leve, moderada ou forte?
  • O que faz piorar a dor? Andar, ficar sentado, deitar, calor, frio, etc
  • O que faz melhorar a dor? Andar, deitar, levantar as pernas, calor, frio, etc
  • Que horário do dia a dor começa ou está pior?
  • A dor se altera no período menstrual, verão, inverno?
  • Já teve dor nas pernas por qualquer outra causa?
  • Tem algum sintoma associado como formigamento, fraqueza, dor nas costas ou febre?

Vários pacientes com dor (seja dor muscular que se inicia durante ou após a prática de atividade física, dor ciática, dor de má circulação) vêm à consulta já com alguma ideia do que pode ser o seu diagnóstico.

Cabe ao médico clínico ou vascular avaliar o quadro, estabelecer o diagnóstico correto, avaliar a gravidade do quadro e instituir o tratamento adequado.

 

Quais os exames realizados para investigar a causa da dor?

Se o diagnóstico não estiver claro, ou se o médico precisar de mais informações sobre a causa da dor nas pernas, exames poderão ser solicitados. Em caso de necessidade, o paciente pode realizar:

  • Raio-X
  • Tomografia Computadorizada
  • Angiotomografia
  • Ressonância magnética
  • Angiorresonância
  • Ultrassom Doppler (direcionado para a circulação)
  • Ultrassom de partes moles (direcionado para músculos, tendões, etc)
  • Eletroneuromiografia
  • Angiografia (arteriografia e venografia)

 

Quais são as mais graves complicações da dor nas pernas?

Quando não sabemos a causa da dor nas pernas, nunca devemos negligenciá-la, pois ela pode trazer complicações graves e permanentes se a origem da dor for um quadro de trombose venosa profunda, uma obstrução arterial aguda ou estenose espinhal. Essas complicações incluem:

  • Perda de membro (amputação)
  • Dano permanente do nervo
  • Embolia pulmonar

complicações da dor nas pernas

 

Quando devo procurar um médico com urgência?

É sempre importante consultar um médico quando apresentamos uma nova dor nas pernas ou uma dor persistente. Contudo, essa consulta se torna uma urgência se alguma das condições abaixo estiver presente:

  • a perna está inchada
  • há sinais de infecção (vermelhidão, calor e febre)
  • a perna está pálida ou fria
  • a perna está dura
  • a perna está dormente e fraca
  • a dor está piorando

 

Como é tratada a dor nas pernas?

O tratamento para a dor nas pernas depende da causa. O importante é o diagnóstico correto, identificando o fator que pode ter causado a dor, a fim de instituir um tratamento adequado para o problema, controlando ou eliminando este fator.

Alguns casos de dor nas pernas podem ser resolvidos em casa, sem intervenção médica, porém, se o quadro persistir sempre enfatizamos a importância de procurar um profissional especializado.

1.Câimbras musculares

Alongar e massagear a musculatura pode ajudar no alívio da dor.

2.Tratamento de lesões esportivas

Lesões esportivas menores, como entorses e estiramento muscular, podem ser tratadas com gelo e repouso. O ortopedista pode incluir o uso de anti-inflamatórios em alguns casos selecionados.

O retorno à atividade deve ser lento, gradual e de preferência sob vigilância de um profissional especializado.

3.Problemas circulatórios

Alguns problemas vasculares necessitam de uma intervenção médica de urgência. Por isso, muitas vezes, o médico vascular é o primeiro profissional a ser consultado na dúvida diagnóstica. Como exemplo de tratamentos podemos citar desde o uso de anticoagulantes na trombose venosa para evitar a tão temida embolia pulmonar (TEP) até uma cirurgia vascular de urgência para evitar a amputação do membro no caso de uma obstrução arterial aguda.

 

A dor nas pernas pode ser prevenida?

O primeiro passo para prevenir a dor nas pernas, assim como outros problemas de saúde, é manter hábitos saudáveis de vida como:

  • Praticar atividade física regularmente, de preferência sobre orientação de um profissional
  • Lembrar-se do aquecimento antes do exercício e do alongamento após
  • Elevar o grau de esforço sempre de uma forma gradual
  • Usar sapatos adequados para a atividade que está fazendo

Como prevenir a dor nas pernas

  • Beber bastante água
  • Dormir bem e o suficiente
  • Manter um peso adequado
  • Evitar fumar
  • Monitorar e controlar seu colesterol, pressão arterial e açúcar no sangue
  • Limitar o consumo de álcool

Se você já tem um problema diagnosticado que cause dor nas pernas, não esqueça de conversar com seu médico sobre maneiras de prevenir o retorno ou a piora dos sintomas.

Entre em contato com o Instituto Barão Vascular e agende sua consulta.

Nossas Unidades 

Médico Vascular em São Paulo - Clinica Barão Vascular

Unidade Pompéia

Comercial Casa das Caldeiras
Av. Francisco Matarazzo, 1752, Conj. 317 - Pompéia - São Paulo/SP
Atendimento de segunda a sexta-feira das 7:30h às 20h.
Dúvidas ou agendamentos pelo  WhatsApp: (11) 95937-4639 ou pelos  telefones: (11) 4800-3030 | 4800-3031 | 3865-3049.

Unidade Paulista

Edifício Praça Pamplona

Rua Pamplona, 145, Conj. 413 – Bela Vista – São Paulo/SP

Atendimento de segunda a sexta-feira das 8:00h às 17h.

Dúvidas ou agendamentos pelo   WhatsApp: (11) 94067-3952 ou pelo  telefone: (11) 94067-3952

Médico Vascular em São Paulo - Clinica Barão Vascular
Médico Vascular em São Paulo - Clinica Barão Vascular

Unidade Itaim Bibi

Edifício The Enterprise Center

R. Joaquim Floriano, 820, 10º andar - Itaim Bibi - São Paulo /SP

Atendimento de segunda a sexta-feira das 8:00h às 17h. 

Dúvidas ou agendamentos pelo  WhatsApp: (11) 93207-6315 ou pelo  telefone: (11) 93207-6315

Unidade Tauapé

Geon 652 - Eixo Platina

Rua Vilela, 652, sala 706 - Tatuapé - São Paulo /SP

Atendimento de segunda a sexta-feira das 8:00h às 17h.

Dúvidas ou agendamentos pelo   WhatsApp: (11) 96318‑3788 ou pelo  telefone:  (11) 96318‑3788 

Médico Vascular em São Paulo - Clinica Barão Vascular
whatsapp
Unidade Pompéia
Unidade Paulista
Unidade Itaim Bibi
Unidade Tatuapé