Varizes dos Membros Inferiores

O que são Varizes

Varizes são veias superficiais das pernas que se tornam dilatadas e tortuosas. Em pessoas com predisposição ao desenvolvimento de varizes, veias normais das pernas sofrem um processo degenerativo em que perdem a sua elasticidade e se dilatam, dificultando o retorno do sangue dos membros inferiores para o coração, acumulando o sangue nas pernas.

Quatro em cada dez pessoas sofrem com varizes: é um dos problemas vasculares mais frequentes na população.

O que causa Varizes


As varizes são consideradas uma doença multifatorial, ou seja, causada por vários fatores. Entre esses fatores podemos citar:

  • Histórico familiar: O risco de desenvolver varizes aumenta se um parente próximo apresentar a doença. Isso significa que esta doença tem um forte componente hereditário. Um estudo demonstrou um risco de 90% de desenvolver varizes em uma pessoa se ambos os pais tiverem varizes, 62% se a mãe apresentar a doença e de 25% se o pai for o portador.
  • Sexo feminino: As mulheres têm maior probabilidade de serem afetadas por varizes do que os homens. Estudos sugerem que isso pode ser devido aos hormônios femininos relaxarem a parede das veias, tornando as válvulas mais propensas a falhar.
  • Idade avançada: Conforme você envelhece, o risco de problemas vasculares aumenta. Suas veias começam a perder a elasticidade e as válvulas dentro delas param de funcionar adequadamente.
  • Trabalhar por longos períodos em pé ou sentado: Algumas pesquisas sugerem que trabalhos que exigem longos períodos em pé podem aumentar o risco do aparecimento de varizes. Isso ocorre porque seu sangue não flui tão facilmente das pernas de volta ao coração quando você fica em pé por longos períodos.
  • Gestação: Durante a gravidez, a quantidade de sangue aumenta para ajudar a sustentar o desenvolvimento do bebê. Isso coloca uma pressão extra em suas veias. O aumento dos níveis hormonais durante a gravidez também causa o relaxamento da parede dos vasos sanguíneos, o que também aumenta o risco. Além disso, as veias varicosas podem se desenvolver à medida que o útero começa a crescer. Conforme o útero se expande, ele pressiona as veias da região pélvica, o que pode causar varizes. Embora estar grávida possa aumentar o risco de desenvolver veias varicosas, a maioria das mulheres percebe que suas veias melhoram significativamente após o nascimento do bebê.
  • Obesidade: O excesso de peso aumenta a pressão sobre as veias, o que significa que elas precisam trabalhar mais para enviar o sangue de volta ao coração. Isso pode aumentar a pressão nas válvulas, tornando-as mais sujeitas a falharem. O impacto do peso corporal no desenvolvimento de veias varicosas parece ser mais significativo nas mulheres. A obesidade contribui não apenas para esta doença vascular, mas também para inúmeras outras.

Quais os Sintomas das Varizes


Os sintomas das varizes variam desde um quadro assintomático, ou seja, sem sintoma algum, a queixas severas que limitam as atividades diárias do paciente. Quando apresentam sintomas, as principais queixas apresentadas pelo paciente são:

  • Dor e sensação de peso e cansaço nas pernas: São os sintomas mais comuns, estando presentes em aproximadamente 50% dos pacientes. Geralmente eles aparecem no decorrer do dia, ou seja, o paciente acorda bem e após algum período sentado ou em pé os sintomas aparecem. Eles tendem a melhorar com a elevação do membro inferior ou com a deambulação. Fatores externos, como calor ocasionam uma exacerbação dos sintomas, havendo nítida piora durante o verão. Na mulher, por influência da ação hormonal, as queixas se intensificam durante o período pré-menstrual e na vigência de tratamento de reposição hormonal ou uso de contraceptivos orais.
  • Ardor, coceira, formigamento e desconforto: São queixas habituais que podem estar associados desde a simples presença de vasinhos até a quadros mais graves e avançados de varizes. No entanto, tais sintomas estão presentes em cerca de 50% da população em geral, podendo ser associados a outras doenças e não apenas às varizes.
  • Comprometimento estético: Não só as mulheres, independente da idade, mas também os homens apresentam preocupação com o aspecto estético. Essa preocupação costuma ser ainda maior em países de clima tropical como o Brasil. Isso é explicado pela maior exposição das pernas em países com o clima quente. O grau de comprometimento estético é variável e subjetivo. Essa variabilidade está na dependência do estilo de vida e faixa etária. Assim, para certos pacientes, o comprometimento estético é o motivo principal da consulta médica, enquanto, para outros, o motivo estético é deixado a um segundo plano, e o médico vascular é procurado apenas quando ocorrem sintomas severos ou uma complicação da doença.

Quais as Complicações das Varizes?


Apesar de geralmente as varizes serem uma doença benigna, se não for tratada, a doença pode piorar e gerar complicações como:

  • Insuficiência venosa crônica: ocorre quando as varizes não permitem que o sangue volte ao coração, prejudicando o retorno venoso. Esse sangue acumulado leva ao escurecimento da perna (dermatite ocre), à inflamação (eczema de estase) e à formação de ferida, também chamada de úlcera varicosa ou úlcera venosa.
  • Tromboflebite: o sangue parado na variz pode eventualmente coagular no interior da veia causando a tromboflebite, quadro esse também chamado de varicotromboflebite. A doença varizes é uma das mais importantes causas de flebite na população. Eventualmente o tromboflebite pode se estender para uma veia profunda causando a trombose venosa profunda (TVP), caso mais grave e que requer tratamento imediato.
  • Sangramento: Ocasionalmente, as veias varicosas podem danificar a pele e se romper, causando um sangramento importante. É necessário lembrar que qualquer sangramento requer atenção médica.
  • Hematoma: Varizes são veias dilatadas e tortuosas. Essa dilatação enfraquece a parede da veia, que pode predispor ao rompimento da veia causando hematomas.

Diagnóstico das Varizes


Um cirurgião vascular avaliará o seu histórico médico, fará um exame físico e examinará suas veias superficiais. Você provavelmente será encaminhado para um exame de ultrassonografia com Doppler para mapear as suas veias varicosas. É um exame indolor que usa ondas de alta frequência para medir o calibre e a presença de refluxo nas veias. O exame ajuda o médico a determinar a gravidade da doença e a origem das varizes.

Quando Procurar um Médico Vascular?


Todos os pessoas com varizes tem a indicação de passar em um vascular, porém nem todos têm a necessidade de tratamento cirúrgico. Geralmente um US Doppler é solicitado para mapear as varizes e avaliar a gravidade da doença. O tratamento clínico é indicado para aliviar os sintomas. O tratamento cirúrgico é indicado quando houver sintomatologia importante, inconveniente estético e complicações. Cada caso deve merecer atenção médica individualizada para escolha da opção terapêutica, respeitando-se a vontade do paciente. Em casos leves com ausência de sintomas e inexistência de incômodo estético, medidas para prevenir as complicações e a progressão da doença serão orientadas.

Tratamento Clínico das Varizes


O tratamento clínico das varizes inclui algumas medidas gerais, terapia compressiva e o uso eventual de medicamentos venoativos, também chamados flebotônicos. De maneira geral, o paciente deve:

  • Evitar permanecer em pé parado ou sentado por longos períodos, uma vez que a imobilidade favorece a retenção de sangue nas pernas.
  • Evitar o uso de salto excessivamente alto. Esse tipo de calçado diminui a eficácia da bomba muscular da panturrilha que ajuda no retorno venoso.
  • Emagrecer.
  • Praticar exercício físico para melhorar o desempenho da musculatura da panturrilha.
  • Intercalar breves períodos de repouso com as pernas elevadas durante o dia se possível.
  • Usar as meias elásticas de compressão graduada.

Tratamentos Cirúrgicos para as Varizes


Quando houver indicação, o cirurgião vascular recomendará tratamentos adicionais para livrar as pernas das varizes. Atualmente dispomos de:

  • Escleroterapia com Polidocanol – mais conhecido como Espuma
    É o tratamento das varizes por meio da injeção de um medicamento em forma de espuma. Este procedimento é feito no próprio consultório. O cirurgião vascular injeta um produto químico nas veias varicosas; este medicamento causa a lesão da parede da veia, promovendo inflamação com posterior “fechamento” e desaparecimento da veia varicosa. Esse tratamento não é a primeira opção quando buscamos o melhor resultado estético possível, já que o risco de mancha nos locais da esclerose é considerável.
  • Cirurgia vascular para tratamento de varizes
    O cirurgião vascular realiza pequenas incisões através das quais as veias doentes são removidas. Este é um procedimento geralmente feito no centro cirúrgico, sob sedação e raquianestesia ou sedação e anestesia local – a depender da quantidade de varizes a serem removidas. Em alguns casos selecionados, há a possibilidade de realização deste tratamento no consultório, apenas sob anestesia local. Os pacientes podem retomar suas atividades normais após alguns dias do procedimento. Para um adequado resultado estético, as incisões são realizadas com microlâminas (lâminas oftálmicas) e as veias são ligadas em suas extremidades para diminuir os hematomas, e assim, o risco de manchas.
  • Termoablação com Laser ou Radiofrequência
    Método utilizado quando há também comprometimento das veias safenas. Pode ser feito no consultório, porém usualmente é realizado no centro cirúrgico para um maior conforto para o paciente. É uma cirurgia endovascular para tratamento da safena, em que se insere um cateter fino e flexível na veia comprometida. Este cateter libera uma energia que oclui a veia doente. Substitui a remoção da veia safena de forma convencional, que costuma gerar incisões maiores e às vezes inestéticas, hematomas maiores e assim maior risco de manchas, dor mais intensa e recuperação mais lenta no pós-operatório.

Como Prevenir Varizes


Independentemente do tratamento para varizes proposto, o fato de já ter retirado uma veia doente não impede que as varizes reapareçam – as varizes fazem parte das doenças vasculares crônicas, ou seja, tem tratamento, mas não tem cura! Por isso, mudanças no estilo de vida são recomendadas:

  • Evite ficar muito tempo na mesma posição: As posições prolongadas em pé parado e sentado devem ser evitadas por dificultarem a circulação sanguínea. A gravidade e a falta de movimento favorecem a estagnação do sangue nas veias. Caso o seu trabalho exija que permaneça longos períodos na mesma posição, é necessário andar um pouco durante o dia ou fazer movimentos circulares com os pés. Do mesmo modo, durante as viagens longas de carro, ônibus ou avião, crie o mesmo hábito.
  • Pratique atividade física: Praticar caminhadas regularmente é um dos exercícios mais benéficos para a circulação venosa (e também para a arterial!). Fazer atividade física regularmente é uma orientação médica que preserva a sua saúde vascular. A planta dos pés, devido à presença de extensa rede de veias, funciona como uma bomba que movimenta o sangue. A cada passo, essas veias são comprimidas pela musculatura, o que impulsiona o sangue dos pés para as pernas. Depois, a contração dos músculos das panturrilhas favorece a subida do sangue até ao coração.
    Por estas razões, a prática da caminhada, ginástica, do ciclismo, dança, natação, entre outras atividades também ajudam a controlar os problemas vasculares e a melhorar a circulação venosa.
  • Evite obesidade: O excesso de peso é responsável pelo aumento da pressão sanguínea nas veias. Por isso deve-se realizar uma alimentação rica em fibras e pobre em gorduras saturadas com o intuito de manter ou atingir o peso ideal. Todas essas práticas associadas ao emprego de meias elásticas de compressão graduada podem ajudar a diminuir ou prevenir a ocorrência de varizes e outros problemas do sistema circulatório.


O Instituto Barão de Cirurgia Vascular e Endovascular alia uma equipe experiente e qualificada, formada pela USP, às mais modernas tecnologias para diagnóstico e tratamento das varizes. Isso nos permite oferecer as melhores opções, bem como os melhores resultados, no tratamento da doença varicosa, com intuito de melhorar não apenas a saúde, mas também o bem-estar de nossos pacientes. Hoje o Instituto Barão é referência do tratamento de varizes em SP.

Os CONVÊNIOS ATENDIDOS podem
variar de acordo com CADA
PROFISSIONAL
Agendar Consulta
whatsapp
X